Museu Municipal

Cadastre-se

receba novidades



MUSEU MUNICIPAL DE CACHOEIRA DO SUL - Patrono Edyr Lima

Rua 15 de novembro, 364

CEP 96.508 - 750

Cachoeira do Sul - RS

Telefone:(51)3724.6017

Contatos:

museu@cachoeiradosul.rs.gov.br

pesquisamuseucachoeira@gmail.com

Histórico do Município



Nero Moura

Nero Moura

 

NERO MARQUES MOURA

Nascimento: 30 de janeiro de 1910, em Cachoeira do Sul, no alto dos Loretos.

Falecimento: 17 de janeiro de 1994, no Rio de Janeiro.

Filiação: Gilberto Moura e Maria Emília Marques Moura

Casamento: Marieta Cunha Fabrício

Filha: Leonor Maria Fabrício Moura

Atividades: Nero Moura deixou Cachoeira em 1921, juntamente com a família, indo embora para Porto Alegre para cursar o Colégio Militar. Em 1928, foi admitido como cadete na Escola Militar do Realengo, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, foi transferido para a Escola de Aviação Militar, no Campo dos Afonsos, onde completou os estudos de oficial aviador do Exército. Promovido a Segundo Tenente em janeiro de 1931, suas primeiras missões foram no Correio Aéreo Militar.

Durante a Revolução de 1932, participou do lado das forças legalistas, executando voos de reconhecimento, bombardeio e ataque ao solo, na região do Vale do Paraíba. Em 1934 foi enviado para Curso de Aperfeiçoamento na École de Apliccation d'Lair, em Versalhes, na França.

Promovido a capitão, em 1937 foi designado subcomandante e comandante substituto do 3.º Regimento de Aviação em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Participou da organização e criação do Ministério da Aeronáutica e da Força Aérea Brasileira.

Durante a II Guerra Mundial foi comandante do Grupo de Caça, tendo realizado 62 missões de guerra de 4 de novembro de 1944 a 1.º de maio de 1945.

Em 1945 foi nomeado comandante do Primeiro Regimento de Aviação da Base Aérea de Santa Cruz. 

Reformou-se da Aeronáutica aos 35 anos, com 5 mil horas de voo. Foi fundador e organizador da Aerovias Brasil e do Lóide Aéreo.

Getúlio Vargas, ao ser eleito Presidente da República, convidou Nero Moura para ser Ministro da Aeronáutica em 1951, posto que exerceu até 18 de agosto de 1954.

Incentivador do escotismo, quando Ministro determinou que todas as unidades da Força Aérea Brasileira dessem total apoio à modalidade de Escoteiros do Ar, o que acontece até os dias de hoje.

É o Patrono da Aviação de Caça do Brasil.

Seus restos mortais estão sepultados na Praça dos Veteranos, Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro.





Fotos e Galerias



S-museu S-Info Webmail

 

Horário de Visitação ao Público:

Terça a sexta-feira :Manhã: 8:30 às 11:30 Tarde: 14:00 às 17:00

Sábados e domingos: Tarde: 14:00 às 17:00

Agendamentos para visitação mediada:  pelo telefone: (51) 3724-60-17 ou no Museu

Dias da semana: 3ª e 6ª feira: manhã- 9h e tarde - 14h.

S-Maq